5 min leitura

Mercados são essencialmente conversas

Felipe Volpato CEO Globalbot ;)

Hoje em dia, os mercados funcionam por meio de um constante diálogo. O que isso significa? O Manifesto Cluetrain, obra de 1999 que fala sobre a relação entre as empresas e o mercado a partir das conexões on-line, já dizia que “Os mercados são conversas”. E uma comprovação disso é que cada vez mais empresas criam chats automáticos.
Esse recurso apareceu para que as companhias se conectem com o seu público, a fim de atendê-lo de forma eficiente e transformando-o em um cliente fiel.
Os chats automáticos, também conhecidos como chatbots, são aplicativos que permitem ao consumidor receber um conteúdo personalizado, criando um diálogo significativo com a empresa sobre os produtos nos quais demonstra interesse.

“Os mercados são conversas” – O Manifesto Cluetrain

O Manifesto Cluetrain apresenta ideias que têm como objetivo analisar o impacto do avanço da informação e também da comunicação organizacional. Busca entender como as empresas e os consumidores conseguem utilizar a internet para se conectar, o que antigamente era algo indisponível na comunicação, principalmente nas mídias de massa.
Esse conjunto de teses ainda sugere que tais mudanças na comunicação passarão a ser exigidas pelas empresas, visto que estas precisam se adequar constantemente ao ambiente desse novo mercado, a fim de atender os seus consumidores da melhor forma.
Para os autores do Manifesto Cluetrain, o mercado é um lugar onde as pessoas podem se reunir e conversar. É claro que o assunto são produtos e serviços. Elas discutem sobre os produtos disponíveis, o preço, a qualidade, entre outros. Esse diálogo, que tem como objetivo discutir o que o mercado oferece, faz com que consumidores se conectem entre si e também com a empresa.
Nesse cenário, a internet facilita muito essa conexão. Por meio dela, qualquer pessoa pode se conectar e se comunicar. E um excelente exemplo de diálogo entre empresa e cliente na internet é o chatbot.
Esse tipo de comunicação pessoal não era possível nas mídias de massa antes da internet. Por exemplo, a televisão somente divulga, mas não cria uma interação com o público. Neste formato, as pessoas são apenas impactadas, não havendo possibilidade de se conectar ou interagir com a empresa.

Nova realidade

O Manifesto Cluetrain ainda diz que, diferente da realidade do marketing de massa, esse novo contexto possibilita que as pessoas tenham uma comunicação mais humana e íntima. Além disso, há potencial para inovar as práticas de negócios tradicionais.
Afinal, estamos na era do poder da conversação global e a internet, com o uso dos chatbots e de outros recursos, é grande portadora desse poder. Ela permitiu novos meios para as organizações e o público se comunicarem. É por esse meio que as pessoas estão experimentando e inventando novas formas de compartilhar interesses e conhecimentos.
Vale lembrar que tudo isso é feito de maneira extremamente rápida. A internet, com certeza, continuará mudando a maneira de as pessoas se comunicarem com o mundo. Por isso, cada vez mais as empresas estão de olho nas tendências de diálogo com seus clientes e prospectos.

O chatbot

O chat automático apresenta inúmeros benefícios para a empresa que quer apostar na conversação para atender as demandas de seu público. O serviço de atendimento ao cliente é muito econômico, o tempo de resposta é extremamente rápido, as transações de comércio são mais fáceis e é uma maneira mais adequada para lidar com clientes e clientes em potencial em seu meio preferido: a internet.
A troca de mensagens diretas cresceu e, dessa forma, a sua popularidade aumentou. Sendo assim, as empresas que querem se diferenciar aproveitam essa oportunidade para se conectar com seus clientes de uma forma surpreendente, contextual, pessoal e mais conversacional. Por isso, o chatbot entra em cena, permitindo que a empresa esteja onde os seus clientes estão: nos aplicativos de mensagens, nas redes sociais, na internet.
O chat automático une a facilidade do envio de mensagem de texto com a inteligência oferecida por esses robôs. São executadas várias tarefas, como a automatização de conteúdo de assinatura, personalização de comunicação, cadastro de dados, entre outros. Por esses e outros motivos, os chatbots estão revolucionando a maneira como as empresas estão interagindo com os clientes.

Conecte-se do jeito certo

A maioria das empresas utiliza apenas uma linguagem calma, sem expressões, sem humor e extremamente monótona. Nesses casos, o objetivo é apenas informar e cumprir o papel de “utilizar alguma linguagem”. No entanto, se a linguagem for sem conteúdo, sem interação e principalmente sem inovação, ela perde todo o seu valor. Por isso, muitos mercados perdem respeito quando utilizam esse tipo de atendimento ao cliente.
Com o chat automático existe uma conversação mais aberta, natural, direta, honesta e humana (mesmo que não haja intervenção do ser humano). Esse tipo de linguagem conquista o consumidor, permitindo que ele interaja e mostre o que lhe desperta interesse.
Afinal, quem não quer sentir-se importante? Ou escutado? Isso faz toda a diferença na hora de vender um produto ou serviço! Sem falar que todos preferem um atendimento personalizado, o que é oferecido com eficiência pelo chatbot.
Quer saber mais sobre todos os benefícios que o chatbot pode trazer para sua empresa? Entre em contato e entenda quais são as vantagens específicas para sua companhia. Até a próxima!

Felipe Volpato

Felipe é fundador e CEO da Globalbot. Especialista em empreendedorismo, marketing digital, tecnologia e negócios. Acredita que há muito espaço para a tecnologia transformar o modo que as empresas e pessoas se relacionam através dos canais digitais, aumentando a performance para as empresas e a satisfação para os usuários.

Exibir todos os posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *